terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Entenda as diferenças entre os trajes que aparecem nos convites


Evite erros e gafes ao decifrar os termos da etiqueta social dos eventos
Black-tie, social, passeio e esporte. A festa mais esperada do ano chegou e, com ela, o convite que sugere um traje. A ideia é tentar estabelecer um padrão para que ninguém se sinta desconfortável entre os convidados. Mesmo assim, ficar na dúvida sobre a escolha do visual certo é mais comum do que se imagina. 

A consultora de imagem Janiny Almeida esclarece o significado de cada traje do dresscode social. Siga as orientações para evitar erros ao decifrar os termos: 

Esporte (casual, sport casual) É o vestuário comum para o almoço com amigos, exposições, aniversários, batizados e churrascos. Não é necessária uma produção sofisticada, porém, como alerta Janiny, "não é motivo para ir desleixada à festa". 
Vestidos curtos ou na altura dos joelhos são ideais para a ocasião, além de outras opções como saias, calças de alfaiataria, jeans e bermudas.
 As composições pedem tecidos leves e sem brilho. Nos pés, aposte em sandálias de saltos médios ou baixos, sapatilhas ou botas. Já as bolsas, médias ou grandes, podem ser de um material mais esportivo. Atenção ao toque final da produção: "Invista em uma maquiagem discreta e cabelos bem penteados e tratados", completa a consultora de moda. 



Passeio (esporte fino, alto esporte)É o curinga da maioria das festas e significa sofisticação a meio termo. Porém, não permite o uso de jeans, adverte a consultora. Geralmente, o tipo de traje é aconselhado para almoços, conferências, estréias ou eventos à luz do dia. O tailleur, o terninho e o pretinho básico são os fieis escudeiros dessa categoria. Dependendo do dia, é o visual viável para sair do trabalho e ir direto a uma festa ou encontro social. Basta trocar a bolsa grande por uma pequena e o salto baixo pelo alto."Os cabelos devem estar bem alinhados e a maquiagem, suave", complementa a especialista.

Social (escuro, passeio completo)

Para esse tipo de evento, o traje é sofisticado e elegante. Coquetéis e jantares especiais, óperas e casamentos são os que mais pedem esse estilo de produção. O uso do longo não é obrigatório, podendo ser substituído por longuete (na altura dos joelhos), tailleur, ou terninho. As fendas e  
decotes estão liberados, porém sem exageros. Os acessórios devem ser saltos altos e bolsas pequenas. A especialista sugere ainda que o penteado e a maquiagem sejam mais elaborados. 



Gala (black-tie, à rigor) 
Festa black-tie significa festa à noite e roupa longa. Você pode dar asas à sua fantasia e sair do básico, sempre lembrando que o traje para esse tipo de evento deve possuir alto grau de formalidade e sofisticação. O preto é sem dúvida uma cor que favorece a silhueta e a elegância, mas se você quer se destacar, escolha outra tonalidade. Segundo a consultora, vestidos curtos também podem ser usados, desde que tenham glamour no tecido. Ela também alerta para o uso de decotes, transparências e fendas: "Evite o excesso de informação. Se quiser parecer mais sexy, opte somente por um dos itens e pegue leve na maquiagem", afirma. Nos pés, invista nas sandálias com tiras delicadas, saltos altos e finos. Quanto aos cabelos, a dica é apostar em um penteado preso e clássico, como o coque.


http://www.minhavida.com.br/conteudo/12173-Entenda-as-diferencas-entre-os-trajes-que-aparecem-nos-convites.htm?utm_source=news_mv&utm_medium=especialmoda&utm_campaign=3562

Um comentário:

Hellen Art's disse...

Oii, vim fazer uma visitinha e divulgar um sorteio: um kit de papelaria personalizada. Venha participar!!! http://hellenarteseva.blogspot.com/2011/12/1-sorteio-do-blog.html